Treine a mente dos seus clientes por meio da Neuróbica

Treine a mente dos seus clientes por meio da Neuróbica

Bem-vindo e bem-vinda à mais um artigo sobre a neurociência aplicada às vendas. Eu sou Claudio Zanutim e como prometido, vim cumprir! Hoje o conteúdo está inovador, vou falar sobre as técnicas de Neuróbica, através do tema: treine a mente dos seus clientes por meio da Neuróbica.

Como vendedor, nos diversos treinamentos em que você já participou, alguma vez, você já aprendeu sobre o tema Neuróbica? Se sua resposta for não, leia este artigo até o final e aprenda como exercitar o seu cérebro, assim como treinamos os músculos na academia.
Atualmente, muito se tem falado sobre a importância de praticar uma alimentação saudável, cuidar do corpo por meio de treinos, corridas e até Yoga. Será que o cérebro, o órgão mais potente do seu corpo também não merece cuidado e treino como os demais?

A Neuróbica que consiste na ginástica para o cérebro é um conceito recente que tem sido desenvolvido por meio dos últimos avanços da Neurociência. Desta forma, eu me antecipei mais uma vez, e tratei logo de estudar o conceito e trazer para você.
A Neuróbica se fundamenta na crença de que, como o corpo precisa se desenvolver de maneira equilibrada e plena, a mente também precisa ser treinada, desenvolvida e estimulada.
A Neuróbica procura proporcionar um espaço/tempo para o exercício da mente, semelhante aos exercícios físicos que dedicamos ao corpo, a fim de que o mesmo não atrofie, fique forte e obtenha resistência, ou até mesmo, igual ao estudo frequente do ginásio, em que treinamos o raciocínio.
Descobertas voltadas para a neuroplasticidade revela o quanto o cérebro humano é capaz de reinventar-se, transformar- se e mudar o padrão de suas conexões, mesmo após conflitos, entretanto, em alguns casos, este processo pode levar mais tempo
que outros, por isso, estimular a produção de nutrientes que desenvolvam as células do cérebro, tornando-o mais jovem e resistente pode ser um grande aliado nesta reinvenção. E por que estou dizendo tudo isso?

A partir do momento que você aprender as técnicas, você poderá também aplicá-las em seus clientes, em qualquer lugar que estiver e em qualquer hora sem que sequer ele perceba.
As técnicas de exercícios da Neuróbica oferecem ao cérebro experiências fora da rotina, usando várias combinações dos cinco sentidos como: visão, olfato, tato, paladar e audição, além dos sentidos: emocionais e sociais.
O cérebro do seu consumidor (assim como qualquer outro cérebro humano), apesar de envelhecer, continua tendo a capacidade extraordinária de crescer e transformar-se.
Por isso, a base da Neuróbica, a nova teórica do exercício cerebral ajuda a melhorar a capacidade mental auxiliando o raciocínio de seu consumidor a ser mais equilibrado, confortável e receptivo a sua oferta.
A teoria que foi criada pelo neurocientista americano Larry Katz, baseado na máxima “Use-o ou Perca-o”, mostra que quanto mais ativa forem, as diferentes áreas do cérebro e suas ligações ficam mais fortes e saudáveis.
Autor do livro “Mantenha seu cérebro vivo”, o autor Larry Katz disse: o declínio das funções mentais pode não resultar da morte de células nervosas – o que ocorre,
inevitavelmente, com a idade, mas sim da redução do número de conexões entre elas.

Os exercícios, portanto, servem para estimular a formação de sinapses – regiões dos neurônios responsáveis pela transmissão dos impulsos nervosos entre as células. E, eu diria mais, servem até mesmo para impedir certas distrações na hora das vendas.
Com a finalidade de fechar bons negócios e impedir que o seu cliente e consumidor não se esqueça da sua reunião, nem de fazer perguntas relevantes que pretendia lhe fazer, para que ele entenda sem ruído todo o processo de compra, é importante
treinar a mente dele.
Numa era completamente sindrômica em que os níveis de estresse, ansiedade, pensamentos acelerados, entre outras distrações que nos cercam, fazem muitos prospectos estarem presentes somente de corpo e não de mente em sua apresentação, nada melhor do que estimulá-los a usar o cérebro, ao invés de perdê- lo, como afirmou Katz.

Exercícios

Vimos no artigo anterior que o hemisfério esquerdo comanda o lado direito do corpo, e vice-versa. Os treinos podem ser aplicados facilmente, utilizando esse entendimento. Que tal criar dinâmicas rápidas em sua apresentação?

As dinâmicas devem ser ágeis, uma vez que o tempo de seu prospecto é precioso, desta forma, não podemos usar mais do que 10 minutos. Antes de iniciar os exercícios, explique ao prospecto que se trata de uma dinâmica para aliviar as tensões do dia a dia. E, aí… Pronto para colocar o cérebro do seu cliente para funcionar além de deixá-lo de mente presente?

(1) Faça-o trocar de mão para escrever algo. O simples ato de trocar de mão para escrever contrariará o hábito, obrigando o cérebro a criar uma nova técnica
de concentração. Se ele estiver estressado, por exemplo, neste momento o cérebro terá a oportunidade de se descontrair e trabalhar a concentração, o que te favorecerá.

(2) O desafio da neuróbica é praticar tudo aquilo que contraria os hábitos, obrigando o cérebro a ter um trabalho adicional com a finalidade de não atrofiar, se distrair e principalmente a não deixar o cliente com corpo presente, mas mente distante. Portanto, peça que ele dê uma volta na sala de trás para frente.
Na China, por exemplo, eles têm o costume de praticar esse exercício em parques. Não é a toa que os orientais vivem mais, não é mesmo?

(3) Dê uma placa ao seu prospecto e peça que ele leia de cabeça para baixo, peça ainda que ele dê detalhes das imagens e palavras.

(4) Peça que ele veja as horas num espelho.

(5) Peça que acesse um site específico utilizando o mouse na mão contrária.

(6) Peça que ele dê uma olhada ao redor, depois, peça que feche os olhos e descreva tudo o que tem na sala.

(7) Dê ao cliente um puzzle e peça para ele encaixar as peças corretas o mais rápido que conseguir, cronometrando o tempo. Repita a operação três vezes e veja se ele progrediu.

Você acabou de receber sete dicas para treinar a sua mente e ainda fazer reuniões mais descoladas com os clientes.
Claro que haverá situações em que você não terá como aplicar a dinâmica, mas quando tiver a chance, opte por treinar a concentração dos seus clientes, pois esta conduta, irá aumentar a concentração, a criatividade e a inteligência, além de diminuir o grau de estresse do cotidiano, favorecendo assim os negócios.
Estamos chegando ao final deste episódio, mas veja bem, eu cumpri minha promessa em partes. Temos muito que aprender sobre os movimentos dos olhos, lembra-se? Nós falamos disso no artigo anterior.
Como a temática da linguagem corporal voltada para os olhos é bem expansiva, decidi criar um artigo somente para ela, portanto, nos vemos na semana que vem, neste mesmo espaço com o tema: Como o movimento dos olhos se seu cliente diz tudo sobre a venda.

Abraços.

Ainda sobre Neurociência, temos um Pack Super Completo com Podcasts sobre Neurociência aplicada às vendas te esperando no nosso Clube de Vendas e Negócios do Zanutim, para acessar e começar ainda hoje a ampliar o seu conhecimento sobre Neurovendas, acesse aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *